Connect with us

O que você procura?

Dicas

Evite fornecer a senha do Wi-Fi e compartilhar a internet de sua casa com os vizinhos

Alguns de nós têm o hábito de compartilhar a internet com os vizinhos, mas você sabia que é perigoso fornecer a senha Wi-Fi de sua casa?

O tema é polêmico: “Se o sinal de Wi-Fi é meu, posso distribuir a senha para os vizinhos?”, “Posso compartilhar internet com o vizinho e dividir a mensalidade com ele?”.

Algumas dessas dúvidas são discutidas até nos tribunais, mas a resposta é: compartilhar internet traz uma série de riscos e inconvenientes.

O compartilhamento de sinal de Wi-Fi pode parecer uma iniciativa de generosidade, envolver questões financeiras ou até ser uma decisão ideológica. Porém, compartilhar sua internet com os vizinhos pode trazer diversos problemas para você e sua conexão, afetando diretamente sua navegação.

Para ajudar você a entender melhor o motivo, a Net Jacareí listou os três principais problemas que o usuário pode ter. Confira:

1. Pode prejudicar a velocidade da sua internet

Quando você contrata um plano de internet, vários fatores são levados em consideração para a seleção da melhor velocidade que atenderá as suas necessidades.

Um desses fatores é a quantidade de dispositivos que vai usá-la. Ao compartilhar sua internet, mais pessoas estarão utilizando o plano contratado. Isso significa mais dispositivos conectados e maior divisão da banda disponível, o que deixará a navegação mais lenta.

2. Pode afetar a segurança dos seus dados

O compartilhamento de internet normalmente coloca todos os seus equipamentos (TV, celular, notebook) em uma única rede, onde compartilham informações entre si.

Conteúdo continua após a publicidade.

Se compartilhar a sua internet, você possibilitará que outras pessoas tenham acesso aos seus equipamentos, colocando sua privacidade em risco e enfraquecendo a segurança da rede.

3. Pode gerar problemas legais

O compartilhamento de internet é uma prática ilegal e pode gerar problemas mais sérios com a polícia. Isso acontece porque a internet da sua casa possui um número de identidade chamado de IP, que é de uso exclusivo para o seu endereço.

Ao compartilhar sua internet com o seu vizinho, ele irá usar o seu número de IP. Caso a polícia venha a descobrir que ele cometeu esse crime virtual, você também pode ter que responder pelo crime, uma vez que o IP que ele usou está registrado em seu nome.

Enfim, o compartilhamento do sinal de internet, inclusive quando há uma ajuda de custo, é ilegal, salvo raras exceções. Disponibilizar a rede para o vizinho que mora no mesmo edifício, condomínio ou bairro, bem pertinho de você, não é permitido, segundo as regras da Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel.

É possível evitar todos esses problemas. Basta não compartilhar a sua internet. Vale a pena registrar também que é importante utilizar senhas Wi-Fi mais seguras, que possuam ao menos 8 dígitos, misturando números com letras.

O fato é que, quando contratamos um serviço de internet, queremos navegar com tranquilidade, velocidade e qualidade, além de buscarmos segurança e um bom custo-benefício.

Se você compartilhar sua internet, gratuitamente ou mediante pagamento, terá a qualidade da sua conexão comprometida, a segurança das suas informações/dados afetada e poderá ser responsabilizado por crimes cibernéticos.

Agora que você já sabe quantos riscos corre ao compartilhar sua internet, mude esse hábito.

Conteúdo continua após a publicidade.

Sugestões Para Você

Dicas

A Net Jacareí já está oferecendo, aos seus assinantes, o serviço “Ponto Extra”, que vai acabar com o problema de locais onde o sinal...

Dicas

Se, antes da Pandemia, sua família já usava a internet muitas horas por dia, hoje passou a usar quase em tempo integral, cada um...

Dicas

Desde o estabelecimento da humanidade em sociedades, o homem vem impactando a natureza. Mas os processos ambientalmente mais impactantes surgiram com a Revolução Industrial,...

Internet

Internet, o que seríamos sem ela? A internet está praticamente em tudo, computadores, celulares, dispositivos móveis, videogames e outros. Basta um simples aplicativo, que...