Connect with us

O que você procura?

Notícias

O futuro da medicina já começou!

Inglaterra, século X. O jovem aprendiz de médico Robert Cole examina uma mulher. Ela está pálida e tem a barriga inchada. “É bubo, infelizmente não há remédio e todos morrem dessa doença”.

Essa é uma passagem do livro “O Físico”, de Noah Gordon, e retrata bem como era feita a medicina naquela época. Os recursos eram escassos e os diagnósticos imprecisos. Os tratamentos então? Todos recebiam uma receita de “Tônico Universal” que prometia milagres para todas as doenças.

Felizmente essa é uma realidade que ficou para trás. Atualmente a tecnologia evoluiu tanto que até hoje ficamos surpresos com o que ela é capaz de fazer pela nossa saúde.

Hoje temos impressoras 3D que fabricam próteses, medicina personalizada com análise do DNA, robôs que auxiliam nas cirurgias, aplicativos para nos ajudar com programas de emagrecimento, para nos lembrar de tomar remédios, enviar imagens para médicos à distância, e muitos outros exemplos.

Mas ainda tem muita novidade vindo por aí. Um bom exemplo são tecnologias médicas que ainda estão em estágios iniciais de desenvolvimento e que poderão estar disponíveis em médio a longo prazo. Elas parecem saídas da ficção, só que do futuro! Veja:

 

1 – Nanorrobôs na corrente sanguínea: pequenas estruturas robóticas irão viajar pelo sangue e monitorar todas as partes do corpo. Dessa forma eles poderão detectar, diagnosticar doenças e melhorar a ação dos remédios no organismo.

 

2 – Diagnósticos na palma da mão: os smartphones já fazem parte da medicina, mas no futuro eles serão capazes de diagnosticar doenças com bastante precisão. Eles serão praticamente um “dashboard” da saúde pessoal.

 

Conteúdo continua após a publicidade.

3 – Órgãos virtuais: pequenos chips poderão simular as atividades de todos os órgãos do corpo: parte mecânica e fisiológica, em detalhes. Isso poderá acabar com testes em humanos e tornar os estudos clínicos mais rápidos e precisos.

 

4 – Checkups: no filme “Elysium” o personagem passa por uma máquina que rapidamente lhe informa qual a porcentagem de células do seu corpo que estão livres de câncer. No futuro, pesquisadores acreditam que apenas uma máquina multifuncional  poderá detectar várias doenças.

 

5 – Monitoramento: no futuro será mais difícil enganar os médicos. Os medicamentos, por exemplo, poderão vir com sensores mastigáveis e informar se o paciente está fazendo o uso correto deles. Esses sensores também poderão transmitir dados sobre a saúde do paciente.

 

6 – Cyborgs: muitos filmes já exploraram essa possibilidade: homem e máquina integrados para otimizar funções. Isso quer dizer que as máquinas poderão nos ajudar muito mais do que já fazem, como é o caso das deficiências físicas, mas nos tornar super-humanos, com visão e audição perfeitas e memória ilimitada, por exemplo.

 

É claro que toda essa tecnologia ainda está em fase de desenvolvimento. O principal é saber usar todas essas novidades baseadas na ética e mais: os médicos e pacientes nunca deverão abrir mão do contato humano, do olho no olho, afinal, isso a tecnologia não vai substituir nunca.

 

Conteúdo continua após a publicidade.

Sugestões Para Você

Sticky Post

Desde o estabelecimento da humanidade em sociedades, o homem vem impactando a natureza. Mas os processos ambientalmente mais impactantes surgiram com a Revolução Industrial,...

Dicas

Hoje, 05 de Junho, é o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data foi criada em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas sobre...

Dicas

Se, antes da Pandemia, sua família já usava a internet muitas horas por dia, hoje passou a usar quase em tempo integral, cada um...

Sticky Post

O hábito de compras dos consumidores mudou e, assim, tornou-se necessário adaptar-se à essa nova forma de comprar, visando garantir o melhor desempenho ou...